Educação sanitária

Taxonomia

Código

Nota(s) de escopo

Fonte

Exibir nota(s)

Termos hierárquicos

Educação sanitária

Termos equivalentes

Educação sanitária

Termos associados

Educação sanitária

19 descrição arquivística resultados para Educação sanitária

19 resultado(s) diretamente relacionado(s) Excluir termos relacionados

Abraão Rotberg

Entrevista realizada por Laurinda Rosa Maciel e Maria Leide W. de Oliveira, na residência do depoente, em São Paulo (SP), no dia 03 de maio de 2002.
Sumário
Fita 1 – Lado A
O início dos estudos no Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro; a origem romena de sua família e a profissão dos pais, que eram comerciantes; o ingresso na Faculdade de Medicina, em 1928, na USP; a defesa da tese de doutoramento, exigida na época, cujo tema foi a Reação de Mitsuda, em 1934; o interesse pela área da Dermatologia; o estágio no Serviço de Profilaxia da Lepra, no Sanatório Padre Bento, em 1933, no sexto ano da faculdade; lembranças dos colegas e destaque para Luiz Marino Bechelli; o curso de dermatologia no Skin Cancer Hospital, em Nova York (EUA), em 1939; o trabalho na Inspetoria de Profilaxia da Lepra, em São Paulo, que consistia em fazer busca ativa aos doentes, diagnosticá-los e encaminhá-los para a internação compulsória; a criação da Fundação Paulista contra a Hanseníase; comentários sobre o isolamento compulsório e o uso do óleo de chaulmoogra; o início do tratamento com a Sulfona, em 1948; sobre um dos trabalhos escritos em coautoria com Luiz Marino Bechelli; considerações sobre a ineficácia do óleo de chaulmoogra.

Fita 1 – Lado B
Comentários sobre o implante de cabelo, sugerido por um paciente de hanseníase para amenizar a aparência dos doentes de lepra que apresentavam madarose (perda dos pelos das sobrancelhas); o trabalho na Inspetoria de Profilaxia da Lepra e relato sobre seu diretor, Francisco Salles Gomes Junior, defensor e adepto do isolamento compulsório; o fim dessa prática no Brasil; menção à Campanha Nacional contra a Lepra (CNCL), em 1956; observações sobre a insistência do estado de São Paulo em continuar com a política de isolamento compulsório; a entrada para a Escola Paulista de Medicina, em 1959; o convite feito por Walter Sidney Pereira Lezer, secretário estadual de Saúde em 1967, para assumir a direção do DPL e o término da política de isolamento compulsório em São Paulo; a mudança do nome da doença de ‘lepra’ para ‘hanseníase’, a opinião dos doentes sobre o novo nome e comentários sobre a petição internacional de mudança do nome no International Leprosy Congress, em Bergen, 1974; a criação das revistas Hansenologia Internationalis, Hanseníase, Resumo de Notícias e sobre o neologismo ‘hanseníase’; sobre as leis que aprovaram a mudança do nome da doença.

Fita 2 – Lado A
Sobre a baixa adesão do termo hanseníase pelas camadas populares, que reconhecem a terminologia ‘lepra’; os plágios realizados de sua pesquisa sobre o Fator N de Rotberg; as atribuições e o trabalho realizado no DPL e a suspensão da obrigatoriedade de isolamento dos pacientes com lepra; o uso dos serviços do Lions Club e do Rotary Club para a realização do trabalho de Educação
Sanitária que informava a população sobre as mudanças que estavam sendo implantadas na saúde; a desativação dos leprosários que se tornaram hospitais gerais, com outras especialidades, ou institutos de pesquisas, entre 1967 e 1969; a mudança na medicação utilizada que passou a ser química com a introdução das Sulfonas e o aumento na procura pelo novo medicamento; explicações sobre as condições para o paciente obter a alta e como esta era concedida pelas Comissões de Alta; a necessidade de apresentar, em média, 12 exames negativos no decorrer do ano.

Fita 2 – Lado B
Continuação dos comentários sobre as Comissões de Alta; explicações sobre os diferentes tipos de hanseníase e as principais formas de contágio; a eficácia da Sulfona, que possibilitou o fim do isolamento compulsório; o VII Congresso Internacional de Lepra, em 1958, em Tóquio, e o debate sobre a abolição dessa prática como tratamento; a resistência ao fim do isolamento compulsório
em São Paulo e o posicionamento dos anti-isolacionistas, que se concentravam na Faculdade de Saúde Pública; o trabalho da deputada estadual Conceição da Costa Neves, de São Paulo, e seu discurso contrário ao isolamento; esclarecimentos sobre sua trajetória profissional e o trabalho concomitante de professor na Faculdade Paulista de Medicina, entre 1959 a 1972, e na direção do Departamento de Profilaxia da Hanseníase.

Fita 3 – Lado A
Comentários sobre a campanha contra o nome ‘lepra’ que realizou entre os alunos de graduação, e o apoio recebido por estes; sobre o ensino de dermatologia durante sua graduação na USP, em 1928, e as aulas do professor João de Aguiar Pupo; considerações sobre a rivalidade que existia entre os anti-isolacionistas e os que eram a favor dessa prática; o funcionamento dos preventórios e o cotidiano dos leprosários; as creches para crianças nascidas dentro dos leprosários e a inviabilidade encontrada nesse serviço; as atividades oferecidas nos leprosários, como as oficinas de trabalho, com o objetivo de dar uma ocupação aos internos; a condenação da Igreja ao uso de métodos contraceptivos; a apresentação do trabalho escrito em parceria com Luiz Marino Bechelli sobre a ineficiência do óleo de chaulmoogra no X Congresso Internacional de Lepra, em Bergen, em 1973; comentários sobre o leprologista Heráclides César de Souza-Araújo e sua pesquisa sobre a lepra em diferentes países; a meta não alcançada de eliminação da hanseníase no Brasil até 2002; as três formas de combate às doenças: imunização, tratamento e eliminação do agente transmissor.

Fita 3 – Lado B
Explicações sobre a impossibilidade de imunização da lepra em razão do Fator N de Rotberg em comparação com outras doenças nas quais se pode combater o agente transmissor; a importância do tratamento ao doente para impedir o surgimento de novos casos, e as dificuldades encontradas no longo tratamento, que induzem ao abandono; o trabalho censitário de Wandick Del Fávero, na cidade de Candeias, Minas Gerais, e o trabalho atual de Leontina Margarido, no Norte, sobre os elevados índices de novos casos de hanseníase; relato sobre a persistência do estigma da lepra, que inibe o doente em buscar tratamento, mesmo após a mudança de sua denominação para hanseníase.

Fita 4 – Lado A
Comentários sobre a implantação da poliquimioterapia e o longo período de tratamento, que leva ao desinteresse da população; a diminuição do estigma da doença a partir da mudança para o nome ‘hanseníase’; considerações sobre a cura da hanseníase; observações sobre congressos de dermatologia, atualmente financiados pela indústria farmacêutica, e lembranças de como eram os congressos de que participava; seu trabalho no consultório particular de dermatologia, que funcionava desde 1940; observações sobre a diferença no tratamento entre ricos e pobres.

Fita 4 – Lado B
Comentários sobre a hesitação em aceitar a possibilidade do fim do isolamento compulsório; explicações sobre o posicionamento conservador a favor dos asilos, embora soubesse da ineficácia da internação como tratamento; sobre os diagnósticos feitos pelos motoristas do Serviço de Profilaxia da Lepra e a aceitação dos médicos; comentários sobre a reação contra o isolamento e a criação do leproestigma, termo elaborado por ele, que significa o preconceito em relação à doença lepra e que persiste, mesmo após a mudança de seu nome.

Alba Maria F. do Amaral

Esta entrevista gravada em 27 de maio de 2015, aborda sua experiência profissional como educadora sanitária na India e Etiópia, no decorrer das atividades de erradicação da varíola.

Aluno de Mestrado em Medicina Social do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro

  • BR RJCOC GA-FC-FA-04.v.1-v.5
  • Dossiê
  • 20/10/1921 - 06/1980
  • Parte de Paulo Gadelha

Atas de reunião; artigos científicos (Revista Brasil-Médico); publicações; recortes de jornais (Correio da Manhã); cartas; discursos; manifestas; depoimentos; entrevistas; informativos; necrológio; teses; ensaios; listas de referências bibliográficas; resumos; relatórios de atividades; apontamentos.

Campanha de Erradicação da Varíola

Reúne artigos, relatórios, publicações, formulários, informativos, balanços de projetos, gráficos, resumos, planos de ação, programas, estudos de caso, manuais, projetos, recortes de jornais, tabelas, convênios, anais, listas bibliográficas, mapas, atos normativos, apontamentos, mensagens, prospectos, cartas, textos, memorandos, programas de eventos, agendas, instruções, cadastros de profissionais, jornais, apostilas de cursos, fichas de avaliação de pacientes, listas de slides, normas técnicas, organogramas, propostas, questionários e recibos.

Dossiê Instituto Nacional de Endemias Rurais - Ineru

Artigos científicos, manuais, Revista Brasileira de Malariologia e Doenças Tropicais, planos de ação, quadros demostrativo de pessoal, quadros demostrativos das despesas com a obra do núcleo, quadros demostrativos do levantamento malacológical, programas de eventos, propostas, ofícios, bilhetes, relatórios de visita, relatórios de atividades, relatórios de reunião, conhecimento aéreos, cartas, apontamentos, comprovantes de reembolso de viagem, lista de despesas com compras de filmes, revelações e cópias, listas de pessoal em exercício no núcleo central de pesquisas de jaquarepaguá, lista de microscópio de viaturas distribuídos aos núcleos e centros do Ineru, folhetos, diários, Publicações: "Instruções para Guardas e Guardas - Chefes, "Histórias da Febre Amarela no Brasil, instruções, cartões de visitas, ensaios, formulários, organogramas, plantas, listas de trabalhos publicados, cartões de esquema de localização e acesso.

Ensaios

Ensaios

  • BR RJCOC AB-DP-IC-03
  • Dossiê
  • 20/04/1976-20/04/1976
  • Parte de Alfredo Bica

Pesquisa no Paraguai

  • BR RJCOC HL-DP-CT-01
  • Dossiê
  • 28/02/1942 - 31/08/1953
  • Parte de Herman Lent

Cartas; Decretos; Resoluções; Requerimentos; Comprovantes de Remessa; Ofícios; Fotografias; Cartões Postais; Informativos; Cartas Circulares. Jornais; Recortes de Jornais (Jornal El Pais, Jornal El Paraguaio, La Tribuna, Jornal O Globo); Normas; Convites; Telegramas; Discursos; Lista de Funcionários; Listas de Materiais; Relatórios de Atividades; Projetos; Noticiários; Prospectos; Apontamentos; Folhetos; Certificados; Bilhetes.

Publicações

  • BR RJCOC ED-DP-LP-06.v.1-v.5
  • Dossiê
  • 1964 - 1996
  • Parte de Eduardo Costa

"La educacion sanitária en la Urss"; "Atlantida a case study in household sample surveys"; "Recommendations for human blood pressure determination by sphygomanometers"; "Estatística resumo da teoria, 575 problems resolvidos, 619 problemas propostos"; "Atlas of medical helmintology and protozoology"; "Arquivos brasileiros de tuberculose e doença do torax"; "Classificação internacional de doenças"; "Dengue in the caridean, 1977"; "I jornada científica"; "Evitando a saúde e promovendo a doença"; "The U.S . war drive and the wold economic crisis"; "Assistência integral à saúde da mulher: bases de ação programática"; "Diretrizes internacionais propostas para a pesquisa biomédica em seres humanos"; "Saúde em debate"; "Comissão nacional da reforma sanitária"; "Indústria farmacêutica latinoamericana. La ocupacion Del mercado latino americano: Amenaza externa u oportunidad nacional?"; "Chronicas de Manguinhos"; “Administracion de emergências em salud ambiental y provision de água"; "Plano nacional do sangue e hemoderivados"; "A mortalidade infantil no Brasil nos anos 80"; "Indústria farmacêutica latinoamericana el umbral de uma etapa decisiva"; "Século XXI: A quantas andará a população brasileiro"; "Populations reports pharmatics and family planing"; "The urban institute internacional activites"; " Biotechonology: Generation, Difusion and policy"; "Are inovation studies on industrialized economies relevant to techonology policy in developing countries"; "Microelectronics and the thrid world intergrative survey of literature"; "Environmental assessment sourcebook"; "Pacto por um mundo novo"; "O papel do estado na capacitação científica e tecnológica"; "Censo demográfico 1991. Resultados do universo relativos às características da população e dos domicílios"; "Anuário estatístico do Brasil"; "Pesquisa sobre saúde reprodutiva e sexualidade do jovem"; "Nosso projeto comum uma perspetiva para o desenvolvimento sustentável na América latina"; "The impact of new Technologies on scale in manufacturing industry: issues and evidence"; "The interplay of domestico and foreion political constraints on the informatics policy of Brazil"; "Fóruns regionais de desenvolvimento"; "Mudando o rumo"; "Textos para a discussão comércio bilateral Brasil-Argentina"; "Os direitos humanos e a defesa da constituição"; "Jornada de atualización vacuna antimeningocócica"; "Exploraciones sobre las bases sociales Del gasto em salud"; "História da medicina psicossomática nº6"; "Meeting the population chalenge"; "A reforma sanitária: bases estratégicas e operacionais para a descentralização e unificação do sistema de saúde"; "The family planning services: changes and effects"; "Prehospital medical care: for disaster situations"; "Hospital medical care: for disaster situations"; "Documentos I Comissão Nacional da Reforma Sanitária"; "Documentos II Comissão Nacional da Reforma Sanitária"; "Brazil the new chalenge of adult health"; "Brazil novo desafio à saúde do adulto"; "Reacciones adversas de la vacuna va mengoc bc"; "Cuts and nhs the politics of health group"; "Science at the service of health".

Relatórios

  • BR RJCOC LE-DP-LP-13
  • Dossiê
  • 07/1983 - 10/1986
  • Parte de Anthony Leeds

Revistas

  • BR RJCOC SZ-DP-LP-018.v.1-v.5
  • Dossiê
  • 03/1956 - 2005
  • Parte de Szachna Cynamon