Evandro Serafim Lobo Chagas

Área de identificação

Tipo de entidade

Pessoa

Forma autorizada do nome

Evandro Serafim Lobo Chagas

Forma(s) paralela(s) de nome

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) do nome

  • Evandro Chagas

identificadores para entidades coletivas

Área de descrição

Datas de existência

1905-1940

História

Nasceu em 10 de agosto de 1905, no Rio de Janeiro, filho de Carlos Ribeiro Justiniano Chagas e Íris Lobo Chagas. Realizou os estudos primários no Colégio Rezende e os secundários no Colégio Pedro II. Sendo seu pai diretor do Instituto IOC, teve a infância e a juventude marcadas pela convivência estreita com os principais cientistas e intelectuais brasileiros e estrangeiros da época. Em 1921 ingressou na Faculdade de Medicina da Universidade do Rio de Janeiro e optou por realizar seu internato no Hospital Oswaldo Cruz (HOC), que posteriormente levaria seu nome, e no Hospital São Francisco de Assis, sob a orientação de Carlos Chagas e Eurico Villela, com quem aprofundou seus estudos de cardiologia. No HOC, ainda estudante, foi responsável pelo Serviço de Radiologia e Eletrocardiografia. Ao se formar em 1926 assumiu a chefia do Serviço e de uma enfermaria do HOC. Como conhecedor de radiologia e eletrocardiografia, exerceu a clínica especializada no Rio de Janeiro, onde foi um dos primeiros a fazer o exame complementar eletrocardiográfico. Em 1930 tornou-se livre-docente da cátedra de medicina tropical da Faculdade de Medicina, que era ocupada por seu pai, apresentando tese intitulada "Forma cardíaca da tripanossomíase americana". Nesse ano assumiu a chefia de laboratório da Seção de Patologia Humana do HOC. Em 1936 chefiou a Comissão Encarregada dos Estudos da Leishmaniose Visceral Americana (CEELVA), organizada pelo IOC com o objetivo de investigar a doença, cuja nosologia era praticamente desconhecida na América do Sul. Após algumas excursões pelas regiões Norte e Nordeste, descobriu o primeiro caso humano da leishmaniose visceral americana, cabendo à sua equipe a descrição da doença, identificada como autóctone. Ainda em 1936 obteve o apoio do governo do Pará para a criação do Instituto de Patologia Experimental do Norte, com sede em Belém, atual Instituto Evandro Chagas, e foi designado pelo IOC para orientar as suas atividades técnicas e científicas. O instituto tinha como missão estudar os problemas médico-sanitários da região, orientando sua profilaxia e assistência. O alargamento das atividades da CEELVA levou à formação do Serviço de Estudos das Grandes Endemias (SEGE), em 1937, para o qual foi nomeado superintendente. A criação do SEGE correspondeu à necessidade de estender ao interior as atividades do IOC e esclarecer os principais problemas de patologia regional do país. Foram realizadas pesquisas sobre leishmaniose visceral e tegumentar, malária, doença de Chagas, esquistossomose, filariose e bouba. Em 1938 instalou um laboratório em Recife (PE) voltado para o estudo da esquistossomose, cujos trabalhos ficaram a cargo da Comissão de Estudos de Patologia Experimental do Nordeste. Ainda nesse ano instalou um posto de pesquisas em Russas (CE), o qual contribuiu com a campanha de erradicação do vetor da epidemia de malária ocorrida na região, o mosquito Anopheles gambiae, em ação conjunta com o Serviço de Malária do Nordeste e a Fundação Rockefeller. Em 1940, com a cooperação da Delegacia Federal de Saúde da 2ª Região, realizou o levantamento epidemiológico da malária no vale do Amazonas, sobre o qual se apoiaria a campanha federal de saneamento. Morreu em 8 de novembro de 1940, no Rio de Janeiro.

Locais

Status legal

Funções, ocupações e atividades

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

Contexto geral

Área de relacionamento

Entidade relacionada

Instituto Evandro Chagas (IEC) (1936-)

Identificador da entidade relacionada

Categoria da relação

associative

Datas da relação

Descrição da relação

Entidade relacionada

Carlos Ribeiro Justiniano Chagas (1878-1934)

Identificador da entidade relacionada

Categoria da relação

family

Tipo de relação

Carlos Ribeiro Justiniano Chagas pai de Evandro Serafim Lobo Chagas

Datas da relação

Descrição da relação

Entidade relacionada

Carlos Chagas Filho (1910-2000)

Identificador da entidade relacionada

Categoria da relação

family

Tipo de relação

Carlos Chagas Filho irmão(a) de Evandro Serafim Lobo Chagas

Datas da relação

Descrição da relação

Entidade relacionada

Iris Lobo Chagas (1882-1950)

Identificador da entidade relacionada

Categoria da relação

family

Tipo de relação

Iris Lobo Chagas mãe de Evandro Serafim Lobo Chagas

Datas da relação

Descrição da relação

Entidade relacionada

Seraphim Ribeiro Justiniano das Chagas (18??-1907)

Identificador da entidade relacionada

Categoria da relação

family

Tipo de relação

Seraphim Ribeiro Justiniano das Chagas tio(a) de Evandro Serafim Lobo Chagas

Datas da relação

Descrição da relação

Entidade relacionada

Hélio Lobo Leite Pereira (1883-1960)

Identificador da entidade relacionada

Categoria da relação

family

Tipo de relação

Hélio Lobo Leite Pereira tio(a) de Evandro Serafim Lobo Chagas

Datas da relação

Descrição da relação

Entidade relacionada

Astrogildo Machado (1885-1945)

Identificador da entidade relacionada

Categoria da relação

family

Tipo de relação

Astrogildo Machado tio(a) de Evandro Serafim Lobo Chagas

Datas da relação

Descrição da relação

Área de controle da descrição

Identificador do registro de autoridade

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

ISAAR(CPF): norma internacional de registro de autoridade arquivística para entidades coletivas, pessoas e famílias.

Status da descrição

nível de detalhamento

Datas das descrições (criação, revisão e remoção)

Idioma(s)

Escrita(s)

Fontes utilizadas na descrição

Notas de manutenção