Dossiê 49 - Fita áudio magnética

Área de identificação

Código de referência

BR RJCOC CE-DP-LP-49

Título

Fita áudio magnética

Data(s)

  • 1977 (Produção)

nível de descrição

Dossiê

Dimensão e suporte

Fita cassete: 01 item (43m); cópia digitalizada em 1 CD.

Área de contextualização

Nome do produtor

História arquivística

Procedência

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Fita cassete com gravação de Paulo de Almeida Machado, Ministro da Saúde, a respeito do Programa Especial de Controle da Esquistossomose - PECE. O Ministro fala sobre o PECE e a presença da doença no Brasil chamando a atenção para a importância de mecanismos de combate, dentre outros aspectos relevantes sobre o tema. A gravação foi patrocinada pela MEDISOM, a primeira revista médica falada. Tem cópia digitalizada.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Sumário

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Sem restrição

Condições de reprodução

Sem restrição

Idioma do material

Forma de escrita do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de pesquisa

Área de fontes relacionadas

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Área de notas

Nota

Sumário
Elaboração: Poliana Orosa
[00:00 a 00:10]
Apresentação e projeto do governo brasileiro para combate à esquistossomose; estimativa de 10 milhões de brasileiros contaminados com a doença; apoio de Paulo de Almeida Machado, Ministro da Saúde, ao Programa Especial de Controle da Esquistossomose (PECE); pontos principais de combate à doença expostos por Paulo de Almeida: saneamento básico, educação sanitária, uso de um novo quimioterápico chamado oxamniquine que apresenta eficácia de uma única dose em até 97% dos casos e no controle do caramujo; fala sobre a chegada da esquistossomose ao Brasil com o tráfico de escravos e sua presença nos canaviais principalmente na Bahia; na década de 1920 se espalhou por toda a região Nordeste; descontinuidade das ações contra a esquistossomose que levaram a se alastrar para o resto do país; o significado do êxodo de nordestinos para outras cidades e a distribuição da doença em todo o país; comentário sobre o papel do PECE no controle da esquistossomose no Brasil e a nova mudança de estratégia no combate à doença; estudo do ciclo da esquistossomose e do caramujo transmissor; poder de adaptação do caramujo, alimentação facilmente disponível e facilidade de reprodução; impossibilidade de erradicação do caramujo embora não sobreviva muito tempo com ela, geralmente de 30 a 360 dias.

[00:10 a 00:20]
O projeto tem como foco inicial os locais onde a doença primeiro foi diagnosticada e depois em toda a região Nordeste; a ação consiste em aplicar de forma coordenada e simultânea: saneamento básico nas áreas onde há presença do caramujo, educação sanitária, quimioterapia e controle dos caramujos; A SUCAM vai mapear as áreas e haverá conhecimento geográfico completo da região atingida, tanto em número de casas como também de áreas onde estão presentes os caramujos; mapeamento das coleções hídricas das áreas endêmicas e sua utilização para os moradores; construção de estação de captura de caramujos para identificação e densidade destes no local; observações da variação de densidade de caramujos durante o ano, capaz de identificar a melhor época para controle; comentários sobre utilização de planorbicida biodegradável específico para caramujos e seu uso em época de baixa natural.

[00:20 a 00:30]
Complexidade do ecossistema do caramujo; dupla estratégia brasileira: utilização de quimioterapia de dose única para a população e uso do planorbicida para controle dos caramujos; afirma que apenas o estudo do caramujo e seus hábitos não é suficiente, apontando a extrema necessidade de educação sanitária e saneamento básico; programa prevê água potável para todos os moradores das áreas endêmicas e construção de privadas higiênicas nas casas e escolas das áreas atingidas e tanques para lavar roupa com o intuito de evitar o contato com a área de contaminação; 14 centros de operação em funcionamento no Nordeste; quantitativo de construções de abastecimento de água e redes de extensão; preocupação social do projeto em relação às lavadeiras e suas práticas sociais e construção de centros sociais rurais; a filosofia do projeto é fazer o trabalho de maneira mais rápida possível; aborda os efeitos colaterais da utilização da oxamniquine em casos leves e graves da esquistossomose; o planorbicida é aplicado de forma contínua durante seis meses, buscando manter a população de caramujos em 1% da população original.

[00:30 a 00:40]
Importância da educação sanitária para o sucesso do projeto; professoras/educadoras sanitárias inseridas nas comunidades e também patrulheiros da saúde que atuam como inspetores sanitários, visitando as casas e certificando-se que as medidas sanitárias estão sendo tomadas; mais de 100 patrulhas só no Nordeste; os patrulheiros da saúde também são responsáveis por fazer relatórios periódicos das localidades; concurso de cartazes com a população para o projeto analisar melhorias a serem tomadas; importância da coleta dos dados do projeto para fins de pesquisa científica e contato com a área acadêmica; quimioterápico utilizado apresenta eficácia de 93% a 97% dos casos entre os pacientes; comentários sobre reuniões do PECE contando com a presença de cientistas e também da OMS; elaboração de relatórios do programa feitos pela OMS garantindo a isenção e credibilidade do projeto; Capela, em Sergipe, foi o primeiro município brasileiro a ter todas as suas casas com saneamento básico e instalações sanitárias adequadas; observa que além das medidas sanitárias, as mudanças de atitude da população também são bem notáveis; o PECE como um projeto de ação integrada e integral, tendo participação do ministro nas ações relativas ao mesmo.

Notação anterior

Pontos de acesso

Ponto de acesso - assunto

Ponto de acesso - local

Ponto de acesso - nome

Pontos de acesso de género

Área de controle da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status da descrição

nível de detalhamento

Datas de criação, revisão, eliminação

Fontes utilizadas na descrição

Zona da incorporação

Entidades coletivas, pessoas ou famílias relacionadas

Géneros relacionados

Lugares relacionados