Instituto Agronômico (IAC)

Área de identificação

tipo de entidade

Entidade coletiva

Forma autorizada do nome

Instituto Agronômico (IAC)

Forma(s) paralela(s) de nome

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) de nome

  • Instituto Agronômico de Campinas
  • Estação Agronômica de Campinas
  • Instituto Agronômico do Estado de São Paulo

identificadores para entidades coletivas

área de descrição

Datas de existência

1887-

Histórico

A Imperial Estação Agronômica de Campinas foi criada por decreto-lei de 27 de junho de 1887. A sede da instituição começou a ser construída, ainda em 1887, no bairro do Guanabara, em Campinas. A instituição orientava-se fundamentalmente para a pesquisa, seguindo o modelo alemão, segundo o qual os institutos agronômicos não deveriam ser direcionados para o ensino. A instituição dedicava-se ao conhecimento das características físico-químicas dos principais elementos da produção, ou seja, dos nutrientes do solo e das demandas dos vegetais, pois tais conhecimentos possibilitariam a manutenção e fertilização constante das terras. Em 1897 passou a denominar-se Instituto Agronômico do Estado de São Paulo, e posteriormente adotou a denominação atual.

Locais

Campinas (SP)

Estado Legal

Funções, ocupações e atividades

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

Contexto geral

Área de relacionamento

Área de ponto de acesso

Ponto de acesso - assunto

Ponto de acesso - local

Ocupações

Área de controle da descrição

Identificador de autoridade arquivística de documentos

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

ISAAR(CPF): norma internacional de registro de autoridade arquivística para entidades coletivas, pessoas e famílias.

Status da descrição

nível de detalhamento

Datas das descrições (criação, revisão e remoção)

Idioma(s)

Escrita(s)

Fontes utilizadas na descrição

IMPERIAL ESTAÇÃO AGRONÔMICA DE CAMPINAS. Dicionário Histórico-Biográfico das Ciências da Saúde no Brasil (1832-1930). Disponível em http://www.dichistoriasaude.coc.fiocruz.br/iah/pt/verbetes/estagrcamp.htm. Acessado em maio de 2020.

Notas de manutenção