Octávio Mangabeira Filho Lista de inventário

Identificador Título nível de descrição Ordenação ascendente Data de exibição objeto digital
03 Textos resumidos de autores nacionais e estrangeiros sobre criação e identificação de flebótomos, como também estudos da leishmaniose Dossiê 1939
06 Fotografias e desenhos referentes à descrição morfológica de espécies de flebótomos publicadas na série de trabalhos de Octávio Mangabeira Filho intitulados “Contribuição ao estudo dos flebotomus” Dossiê 1941 - 1942
13 Textos, desenhos e fotografias referentes ao estudo morfológico de diversas espécies de flebótomos realizado por pesquisadores brasileiros e estrangeiros Dossiê s. d.
14 Desenhos referentes ao estudo das estruturas morfológicas de Psorophora (Psorophora) sp; Aedes taeniorhynchus; Simulium sp.; Culex fatigans; Aedes (Stegomyia) aegypti; Taeniorhynchus (T.) titillans; Phlebotomus sp; Thysanura; Orthoptera Dossiê s.d.
01 Desenhos referentes à descrição morfológica do himenóptero Eupistrina lopesi Mangabeira Dossiê 1937
02 Desenhos referentes à descrição morfológica de Neivamyia lutzi e Neivamyia travassosi Dossiê 1938
04 Listas de espécies de flebótomos da Coleção Adolpho Lutz, do IOC; capturados no Ceará, Pará, Mato Grosso e Minas Gerais; enviados a Pedro Galindo, do Paraná Dossiê 1939 - 1946
05 Diários e relatórios de viagens para estudo e coleta de flebotomíneos realizados em latino-americanos e em Minas Gerais Dossiê 1940 - 1944
07 Fotografias e mapas de localidades e doentes referentes à excursão realizada pelo Serviço de Estudos das Grandes Endemias do IOC, nos estados do Ceará, Pernambuco e Bahia, para o estudo da leishmaniose visceral americana e doença de Chagas Dossiê 1942
08 Listagens de livros e periódicos da Biblioteca de Manguinhos que estavam em poder de Octávio Mangabeira Filho e cópias de ofícios referentes ao extravio de material de laboratório enviado dos Estados Unidos para o IOC por este pesquisador Dossiê 1942 - 1946
09 Mapas de inquérito coprológico para Schistosoma mansoni e das localidades de captura de várias espécies de flebotomíneos pelo programa do Rio Doce/SESP; carta hypsometrica do Brasil Dossiê 1947
10 Protocolo de pesquisa experimental referente à criação, infecção e dissecção de espécies de mosquitos, visando comprovar a suscetibilidade desses vetores para a propagação de agentes etiológicos, tais como tripanossomas, leishmanias, leptomonas, critídias Dossiê 1947
12 Textos, fichas e desenhos sobre a descrição de caracteres morfológicos de espécies de flebótomos Dossiê s.d.
11 Chave para determinação de flebotomíneos a partir de caracteres da genitália de machos e fêmeas Dossiê s.d.