Mostrando 16 resultados

descrição arquivística
Naftale Katz
Opções de pesquisa avançada
Visualização de impressão Ver:

4 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

Dossiê Superintendência de Campanhas de Saúde Pública - SUCAM

Artigos científicos, tabelas, agendas, recortes de jornal (O Globo e Jornal da Manhã), quadros demostrativos de focos do Aedes Aegypti, minutas, cartas, portarias, anais, gráficos, guias de receita, recomendações, aerogramas, ofícios, mapas, discos, orçamentos, relatórios de atividades, notas, termos de ocupação de unidade residencial funcional, Publicações: "Programa especial de controle da esquistossomose endêmica: I - Estado de Alagoas", "Programa especial de controle da esquistossomose no Brasil", "Sucan; Sua origem, sua história", "Um programa de treinamento e ação em saúde e controle da esquistossomose", planos de ação, manuais, projetos de pesquisa, fotografias, recibos, conferências, memorandos, comunicações em eventos, listas de participantes, transcrições de eventos, resumos, propostas, atas de reunião, ofícios - circulares, folhetos, comunicações em evento, revista, informativos, telegramas, programas de eventos, noticiários, pautas de reunião, acordos, comprovantes de despesas, notificações, termos aditivos, transparências, bilhetes de passagem, protocolos, requerimentos, pareceres, apontamentos, apostilas, bilhetes, capas de publicação, convênios, ensaios, formulários, instruções, listas de pedidos, lista de componentes, listas de contatos, programas de pesquisa, projetos piloto, prospectos, questionários, roteiros de elaboração de relatório, solicitações de passaporte.

Cartas

Cartas

Controle de doenças Endêmicas no Nordeste - Convênio Ministério da Saúde/Bird/Fiocruz

  • BR RJCOC JJ-GI-CT-01
  • Dossiê
  • 20/07/1978 - 03/10/2001
  • Parte de José Jurberg

Reúne memorandos, despacho, termos de convênio, termos aditivos de convênio, planos de trabalho, resoluções, planos de aplicação de recursos, cartas, ofícios, atos, memorial, balancetes financeiros, guias de remessa, contratos de trabalho, tabelas, programa do curso de Taxonomia em Triatomíneos, propostas de enquadramento funcional, propostas de programa de pesquisa, diários oficiais, orçamentos, cartão de congratulação, mensagem de fax, ofícios-circulares, recortes de jornais, declaração para bolsista de pesquisa, questionário, roteiro de visita, solicitações de auxílio individual à pesquisa, justificativas para viagem, lista de empenhos/gastos, lista de integrantes de pesquisa, lista de bens, lista de material permanente, lista de códigos de cargos, ficha cadastral, ficha de proposta para visitantes, recibos, resumos, pareceres, relatórios de atividades, relatórios de execução físico-financeira, extratos bancários, termos de cessão, manual, apontamentos, formulários de controle de passagem aérea, formulário de contratação de pessoal, instruções, currículos, telex e quadro demonstrativo de posição orçamentária.

Cartas

  • BR RJCOC DN-DP-01
  • Dossiê
  • 20/11/1962-01/06/1997
  • Parte de Dely Noronha

Fotografias

Fotografias relativas à Primeira Oficina de Integração da Pesquisa em Leishmanioses do Centro de Pesquisas René Rachou (CPqRR), realizada no auditório da instituição, em Belo Horizonte (MG) .
O evento foi organizado pelo grupo de pesquisa "Taxonomia clássica e molecular de flebotomíneos" no âmbito do projeto "Identificação assistida por computador dos flebótomos das Américas - grupo CIPA", liderado por Jean-Pierre Dedet e tendo como membros participantes: Alda Lima Falcão, José Dilermando Andrade Filho e Regina Maria de Oliveira Rezende.
Fotografias 001,002, 005-013, 019: Participantes da oficina na qualidade de ouvintes; Fotografia 003, 004: Composição da mesa pelos palestrantes, da esquerda para a direita: Jean-Pierre Dedet, Eloi Garcia, Miguel Torres e Naftale Katz; Fotografia 004: idem; Fotografias 005-016: participantes da oficina na qualidade de ouvintes; Fotografia 017: Composição da mesa pelos palestrantes da esquerda para a direita: pesquisador não identificado, Jean-Pierre Dedet, Eloi Garcia; Fotografia 018: Composição da mesa da esquerda para a direita: Jean-Pierre Dedet, Eloi Garcia, Miguel Torres e Naftale Katz.

Depoimentos orais do projeto Memória do Centro de Pesquisa René Rachou

Reúne 14 depoimentos orais com pesquisadores e técnicos do Centro de Pesquisa René Rachou (CPRR), cujas trajetórias profissionais permitem subsidiar a reconstituição da história da instituição, sediada em Belo Horizonte (MG) e integrada em 1970 à estrutura organizacional da Fiocruz. Os depoimentos permitem resgatar a atuação do Instituto Oswaldo Cruz no estado de Minas Gerais desde 1906. O período abordado pelo projeto abrange desde a criação do CPRR em 1955 até dezembro de 1991.

Naftale Katz

Entrevista realizada por Nara Azevedo e Luis Otávio Ferreira, no Rio de Janeiro (RJ), no dia 16 de abril de 1996.

Sumário
Fita 1
Origem familiar; breve relato sobre a história de sua família e profissão de seu pai; considerações sobre sua militância política; breves comentários sobre as tradições judaicas de sua família; considerações sobre o governo de Juscelino Kubitschek; a militância dentro da universidade; o desejo em participar de ações sociais ainda quando era estudante universitário; as dificuldades financeiras durante o curso universitário; a opção pela carreira de medicina; os estudos sobre esquistossomose no 4º ano de medicina; o primeiro contato com o INERu; breve comentário sobre a proposta para ir trabalhar com José Pelegrino no INERu; a bolsa da CAPES para trabalhar no Centro de Pesquisa René Rachou; breve histórico sobre o DENERu e o INERu; as dificuldades para conseguir equipamentos e verbas para pesquisa; o programa estratégico de pesquisa do CNPq para doenças endêmicas em 1970; a criação do PIDE; considerações sobre a área de pesquisa em doenças endêmicas; considerações sobre a saúde nos governos militares; os estudos sobre doença de Chagas realizados por Amilcar Vianna Martins; o trabalho de Emanuel Dias em pesquisa sobre doença de Chagas; o trabalho de José Pelegrino; o reconhecimento do trabalho de José Pelegrino; breve comentário sobre a vida e morte de José Pelegrino; considerações sobre o trabalho no campo da medicina.

Fita 2
Continuação dos comentários sobre o campo da medicina; breve comentário sobre as carreiras de pesquisa na área médica; o convite para fazer pesquisas em esquistossomose; a saída da UFMG o e trabalho no René Rachou; o convite para trabalhar no hospital da polícia militar; a opção em não fazer pós-graduação; a saída de José Pelegrino do Centro de Pesquisa René Rachou e sua posse como chefe de laboratório no lugar de Pelegrino; o convênio do Centro de Pesquisa René Rachou e a UFMG; o primeiro grupo de pesquisadores do René Rachou; considerações sobre as discussões referentes à incorporação do René Rachou à Fiocruz; perfil de Celso Arcoverde; perfil de Amilcar Vianna Martins e seu trabalho no René Rachou; perfil, filiação partidária e o trabalho de Zigman Brener; breve comentário sobre as ações de Vinícius da Fonseca durante sua gestão como presidente de Fiocruz; o papel de Aluízio Prata na implantação do PIDE; comentários sobre os objetivos do PIDE nos governos militares; breves considerações sobre os principais trabalhos de sua carreira; a influência de José Pelegrino em sua carreira; breves considerações sobre seu trabalho em pesquisa clínica; comentários sobre os seus primeiros ensaios clínicos realizados em conjunto com José Pelegrino; a influência de José Rodrigues da Silva no Ministério da Saúde; a importância das publicações realizadas em co-autoria com José Pelegrino para sua formação profissional; seus estudos sobre epidemiologia; observações sobre o desenvolvimento do método de diagnóstico Kato-Katz em esquistossomose; o interesse pelas pesquisas em esquistossomose; os centros colaboradores para pesquisas em esquistossomose da Fiocruz indicados pela OMS; o programa integrado de esquistossomose da Fiocruz.

Fita 3
Continuação dos comentários sobre a criação dos centros colaboradores de esquistossomose da OMS/Fiocruz; a verba recebida da OMS para os centros colaboradores da esquistossomose; o Programa de Esquistossomose da Fiocruz e as perspectivas de trabalho na área; considerações sobre o PIDE; a verba para pesquisas em doença de Chagas; as perspectivas de pesquisa do grupo de esquistossomose; os profissionais da área de esquistossomose; comentários sobre o TDR; o perfil dos funcionários que trabalham em seu laboratório; comparação das administrações de Vinícius da Fonseca e de Guilardo Martins Alves à frente da presidência da Fiocruz; a gestão de Sérgio Arouca na Fiocruz; o fim do PIDE; considerações sobre a biotecnologia e o mercado nacional; comentários sobre a questão das patentes na Fiocruz; considerações sobre o relatório que fez para o TDR; a ida para o TDR.

Fita 4
Comentários sobre o grupo de pesquisa em esquistossomose da Fiocruz; breves comentários sobre as reuniões no CNPq para liberação de verbas de pesquisa; a questão da fabricação de vacinas no Brasil; breve comentário sobre o comitê de esquistossomose do CNPq e o fim deste comitê; novas perspectivas em pesquisa com Schistosoma mansoni; a questão das patentes e direitos autorais na Fiocruz; as pesquisas com o Sm14; a criação do laboratório de biologia molecular; a produtividade do Centro de Pesquisa René Rachou em relação ao IOC; o curso de biologia molecular do IOC; considerações sobre sua gestão à frente do Centro de Pesquisa René Rachou.

A biotecnologia em saúde no Brasil

Reúne 14 entrevistas de História Oral. O objetivo do projeto foi analisar a trajetória científica e profissional de pesquisadores da Fiocruz que atuam na área da biotecnologia. A pesquisa integrou um projeto maior realizado pela Vice-Presidência de Desenvolvimento Institucional da Fiocruz em convênio com a Organização Pan-americana de Saúde, que visou promover uma série de estudos sobre o panorama das instituições de pesquisa em saúde na América Latina, particularmente no que diz respeito a novos mecanismos de gestão e novos padrões de inovação científica e tecnológica. Foram realizadas entrevistas com pesquisadores e dirigentes institucionais da Fiocruz cujas trajetórias profissionais estão diretamente relacionadas ao desenvolvimento da área de biotecnologia no Brasil e na instituição. Os depoimentos foram colhidos tendo como critério norteador os temas pertinentes à pesquisa, não se constituindo, portanto, em histórias de vida. As informações de natureza qualitativa, obtidas através das entrevistas, serviram como subsídio para a interpretação dos dados quantitativos resultantes de uma pesquisa realizada com o auxílio da plataforma Survey Monkey aplicada inicialmente, da qual participaram cerca de 100 pesquisadores vinculados à sete unidades técnico-científicas da Fiocruz.