Renato Pacheco Filho

Área de identificação

tipo de entidade

Pessoa

Forma autorizada do nome

Renato Pacheco Filho

Forma(s) paralela(s) de nome

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) de nome

identificadores para entidades coletivas

área de descrição

Datas de existência

1910-1985

Histórico

Nasceu em 1910, no Rio de Janeiro. Seu pai, Renato Pacheco, foi um importante líder médico, tendo atuado no Sindicato Médico Brasileiro nas décadas de 1930 e 1940. Ingressou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1926, tendo concluído seu curso em 1931. Em sua passagem pela faculdade, foi estagiário na Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, no Serviço de Cirurgia do professor Augusto Paulino, em 1927 e interno voluntário da cadeira de propedêutica médica no Hospital São Francisco de Paula, no Serviço do professor Rocha Vaz, em 1929. Apesar de ter tido experiência na área da saúde pública, ainda como estudante, participando da campanha antivariólica de 1929 a 1930 como auxiliar acadêmico do Departamento de Saúde Pública, não abandonou a sua opção pela formação de cirurgião. Desta forma, tornou-se interno efetivo da cadeira de clínica cirúrgica da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, sob o comando do professor A. Figueiredo Baena, de 1930 a 1931. Depois de formado, entre os anos de 1931 e 1934, continuou trabalhando com assistente do professor Figueiredo Baena, tanto no Hospital São Francisco de Assis quanto na Santa Casa da Misericórdia. Entretanto, a maior parte da vida profissional de Renato Pacheco foi desenvolvida no Serviço de Assistência Pública do Distrito Federal, onde foi nomeado cirurgião auxiliar em 1933. Como médico da Assistência Pública do Distrito Federal, trabalhou de 1933 a 1936, em 1938 e de 1940 a 1952, no Hospital Souza Aguiar, onde se aposentou como chefe de cirurgia. Em 1936, foi cirurgião do Hospital Rocha Faria, localizado em Campo Grande. Trabalhou também como cirurgião do Hospital Paulino Werneck de 1936 a 1937. Durante os anos de 1937 e 1938, atuou como chefe de clínica do Serviço de Cirurgia do Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Em 1938, atuou como cirurgião do Hospital Getúlio Vargas, hospital que viu ser inaugurado. Trabalhou ainda como cirurgião do Dispensário do Méier de 1939 a 1940. Foi também responsável, como redator, pela publicação da Revista Médica Municipal de 1940 a 1943. Foi presidente do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, no biênio 1955-1957. Durante sua atuação no Colégio Brasileiro de Cirurgiões esta entidade experimentou um considerável crescimento. Por sua iniciativa, o Colégio deixou de ser uma entidade fechada, democratizando-se. Ao invés de ter apenas sua sede no Rio de Janeiro foram estabelecidos também várias representações em todo o território nacional. Participou da Associação Médica Brasileira (AMB), tendo feito parte de seu Conselho Deliberativo no período de 1957 a 1959. Teve também destacada atuação como membro da Associação Médica do Distrito Federal, tendo ocupado, entre outros cargos, o de presidente. Sua gestão à frente da Associação Médica do Distrito Federal (AMDF), entre 1957 e 1959, coincidiu com o momento de aprovação do novo Código de Ética Médica e com a redefinição administrativa dos Conselhos de Medicina, que se transformaram em autarquias com autonomia administrativa e financeira (Decreto-Lei n° 3.268/57).

Locais

Estado Legal

Funções, ocupações e atividades

Médico cirurgião
Fundador do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, 1942
Presidente da Associação Médica do Distrito Federal

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

Contexto geral

Área de relacionamento

Área de ponto de acesso

Ponto de acesso - assunto

Ponto de acesso - local

Ocupações

Área de controle da descrição

Identificador de autoridade arquivística de documentos

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

ISAAR(CPF): norma internacional de registro de autoridade arquivística para entidades coletivas, pessoas e famílias.

Status da descrição

nível de detalhamento

Datas das descrições (criação, revisão e remoção)

Idioma(s)

Escrita(s)

Fontes utilizadas na descrição

Notas de manutenção